Inovação e Tecnologia

CTT: “Estação do Futuro” funciona 24 horas por dia

NULL
Versão para impressão
Foi baptizada “Estação de correios do futuro” e funciona 24 Horas por dia, 365 dias por ano. Os CTT inauguram esta segunda-feira, em Lisboa, uma nova loja, que agrega um conjunto de soluções tecnológicas e de self-service.
 
Segundo comunicado dos CTT, esta nova estação pretende “colmatar a procura crescente de serviços postais no Parque nas Nações, uma das zonas de maior crescimento urbano”. Para isso, a nova loja estará, pela primeira vez, aberta 24 horas por dia, recorrendo a tecnologias de última geração para prestar o serviço.
 
No espaço, localizado no Parque das Nações, no Edifício CTT, os clientes são recebidos por vários painéis, ecrãs e terminais com os quais podem interagir de forma totalmente automatizada.

Aqui é possível o levantamento de encomendas e correio registado através da leitura de um código de barras, mas também o envio de objetos postais, a compra de bilhetes para espetáculos, o pagamento de faturas e impostos, a aquisição de cartões Phone-ix e envelopes e embalagens pré-franqueados.
 
Pela primeira vez é também lançado o serviço “Meu Selo na Hora” que permite a qualquer utilizador fotografar-se e, nesse mesmo momento, obter selos válidos para circulação com a sua própria imagem.
 
Este projeto piloto dos Correios tem por objetivo desenvolver novas soluções que, a prazo, poderão complementar e reforçar a conveniência do acesso dos clientes aos serviços postais, sendo que os CTT admitem que alguns destes equipamentos possam vir a ser instalados noutros locais como Estações de Correio ou espaços comerciais.
  
Protestos na inauguração

A inauguração da Estação do Futuro não foi pacífica. À porta da loja uma dezena de trabalhadores protestava com o investimento feito numa altura em que que várias estações dos CTT estão a encerrar no país.

Os Correios de Portugal encerraram, até ao momento, meia centena de estações e deverão encerrar mais até ao final do ano, transferindo os serviços para postos de atendimento.

No entanto, o vice-presidente dos CTT, Pedro Coelho, disse ao Correio da Manhã que os funcionários dessas estações não estão a ser despedidos mas sim “transferidos”, garantindo que “não há necessidade de redução de postos de trabalho mas sim redução de custos”.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close