Sociedade

Crianças vendem compotas para salvar milhafre

NULL
Versão para impressão
Quarenta crianças do Colégio Efanor, situado em Matosinhos e pertencente à Fundação Belmiro Azevedo, venderam compotas caseiras com o intuito de angariar fundos para salvarem a vida a um milhafre ferido na asa. A missão foi cumprida: o animal está já aos cuidados do centro veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Com idades compreendidas entre os quatro e os cinco anos, as crianças desenvolveram a ação no âmbito do plano de atividades do colégio, que procura incutir nos mais novos o respeito pela biodiversidade, alertando para o papel fulcral das espécies selvagens no equilíbrio dos ecossistemas.

O milhafre, encontrado num pinhal de Coimbra há alguns meses, com diversos traumatismos e incapaz de voar, foi sujeito a várias cirurgias no Centro de Recuperação de Animais Selvagens da UTAD, mas já está restabelecido e pronto a ser devolvido à Natureza.

Em comunicado, a UTAD refere que o montante angariado será utilizado na compra de equipamento para ajudar a salvar outros animais selvagens em perigo.

No dia 13 de maio, as crianças do colégio Efanor vão assistir à libertação do milhafre e também de uma águia de asa redonda, que entretanto foi igualmente recolhida e tratada pelos técnicos do Centro de Recuperação de Animais Selvagens.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub