Sociedade

Crianças vendem compotas para salvar milhafre

NULL
Versão para impressão
Quarenta crianças do Colégio Efanor, situado em Matosinhos e pertencente à Fundação Belmiro Azevedo, venderam compotas caseiras com o intuito de angariar fundos para salvarem a vida a um milhafre ferido na asa. A missão foi cumprida: o animal está já aos cuidados do centro veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Com idades compreendidas entre os quatro e os cinco anos, as crianças desenvolveram a ação no âmbito do plano de atividades do colégio, que procura incutir nos mais novos o respeito pela biodiversidade, alertando para o papel fulcral das espécies selvagens no equilíbrio dos ecossistemas.

O milhafre, encontrado num pinhal de Coimbra há alguns meses, com diversos traumatismos e incapaz de voar, foi sujeito a várias cirurgias no Centro de Recuperação de Animais Selvagens da UTAD, mas já está restabelecido e pronto a ser devolvido à Natureza.

Em comunicado, a UTAD refere que o montante angariado será utilizado na compra de equipamento para ajudar a salvar outros animais selvagens em perigo.

No dia 13 de maio, as crianças do colégio Efanor vão assistir à libertação do milhafre e também de uma águia de asa redonda, que entretanto foi igualmente recolhida e tratada pelos técnicos do Centro de Recuperação de Animais Selvagens.

[Notícia sugerida pela utilizadora Raquel Baêta]

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close