Saúde

Consumo moderado de cerveja faz bem à saúde

O consumo moderado de cerveja faz bem à saúde. De acordo com especialistas espanhóis, beber dois copos de cerveja por dia, no caso dos homens, e um copo, no caso das mulheres, pode trazer benefícios ao nosso organismo.
Versão para impressão
O consumo moderado de cerveja faz bem à saúde. De acordo com especialistas espanhóis, beber dois copos de cerveja por dia, no caso dos homens, e um copo, no caso das mulheres, pode trazer benefícios ao nosso organismo, em especial se a ingestão da bebida for combinada com uma dieta mediterrânica. 
 
O nutricionista e especialista em Medicina Preventiva e Saúde Pública Lluis Serra explicou ao jornal El Mundo que “quando combinada com elementos clássicos desta dieta, a cerveja fornece grandes benefícios”. Desde que o consumo seja moderado e acompanhe hábitos de alimentação saudável e a prática de exercício físico, os efeitos positivos estão garantidos.
 
Segundo Serra, os benefícios desta bebida fazem-se sentir particularmente “no sistema cardiovascular”, uma vez que a cerveja contém polifenóis e antioxidantes naturais que “lutam” contra as doenças do coração e favorecem a redução dos fenómenos biológicos que levam ao envelhecimento.
 
O especialista salienta também que a cerveja é boa para os desportistas. “Beber uma cerveja depois de mais de uma hora de exercício faz bem”, afirma, realçando sempre a importância de seguir, ao mesmo tempo, uma dieta equilibrada.
 
O consumo moderado da bebida pode exercer igualmente efeitos benéficos no sistema imunitário e na saúde dos ossos e “é fundamental para ajudar a hidratar-nos”, já que a cerveja é composta por água em cerca de 92%, conclui Serra.
 
De acordo com Dayana Gomes, também profissional da área da nutrição, o consumo moderado de cerveja sem álcool tem potencial para beneficiar outros grupos, nomeadamente as grávidas, já que existem estudos que indicam que favorece a produção de leite durante a gravidez, embora a água, o leite e o sumo de fruta natural sejam sempre as melhores escolhas.
 
Ainda assim, os médicos reforçam que os benefícios só se fazem sentir se a bebida for consumida com consciência e moderação. A sua ingestão em excesso poderá ter consequências desastrosas para a saúde e levar à obesidade e à degradação do sistema imunitário.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Diana Rodrigues]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório