Saúde

Comer devagar ajuda a emagrecer, reafirma estudo

Se a perda de peso está entre as suas resoluções de Ano Novo, saiba que mastigar devagar e fazer pequenas pausas entre 'garfadas' pode ajudá-lo a emagrecer.
Versão para impressão
Se a perda de peso está entre as suas resoluções de Ano Novo, saiba que mastigar devagar e fazer pequenas pausas entre 'garfadas' pode ajudá-lo a emagrecer. A conclusão é de um novo estudo norte-americano, que vem reforçar os benefícios de abrandar o ritmo às refeições.
 
A investigação, desenvolvida por cientistas da Texas Christian University, nos EUA, e publicada na revista científica Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, revelou que as pessoas que comem mais devagar têm maior capacidade de controlar a ingestão de calorias e mantêm-se satisfeitas por um período de tempo mais longo. 
 
“Comer mais lentamente pode ajudar a diminuir a ingestão de calorias e a suprimir os níveis de fome, além de aumentar o prazer de uma refeição”, afirmou Meena Shah, coordenadora do estudo, que comprovou também que o consumo de água durante as refeições foi maior quando as pessoas comiam mais devagar.

“Esta maior ingestão de água causou, provavelmente, a distensão do estômago e pode ter afetado a quantidade de comida ingerida”, acrescentou.
 

Shah e os colegas recrutaram um grupo de voluntários com um peso considerado saudável e outro com indivíduos com excesso de peso, sendo que cada participante fez duas refeições, uma delas com total liberdade de tempo e outra a um ritmo acelerado.
 
Na primeira experiência, os indivíduos foram encorajados a comer devagar, em 'garfadas' pequenas, mastigar com cuidado e fazer pequenas pausas, pousando os talheres com frequência. Na segunda, os participantes tiveram de comer rapidamente, com 'garfadas' grandes e sucessivas e mastigar rapidamente. 
 
Depois de analisar os efeitos da velocidade da refeição no consumo de calorias, na sensação de fome e de satisfação antes e depois de cada uma das experiências, bem como a quantidade de água ingerida à refeição, os investigadores concluíram que os voluntários com peso “normal” conseguiram reduzir a ingestão de calorias em 88 kcal ao comer mais devagar. 
 
Já no caso dos participantes com excesso de peso, a redução na ingestão de calorias foi menor, mas também se verificou: a refeição feita mais lentamente permitiu-lhes cortar 58 kcal. “Diminuir o ritmo da refeição conduziu a uma redução no consumo de calorias do grupo com peso saudável, mas tal não foi tão visível no outro grupo”, realça Shah.
 
Segundo a investigadora, este facto pode dever-se ao facto de os elementos com excesso de peso terem consumido menos comida em ambas as experiências. “É possível que se tenham sentido mais 'constrangidos' [devido ao peso] e, consequentemente, comido menos”, justificou a especialista.  

Método simples para prevenir excesso de peso
 

Em qualquer dos casos, os elementos de ambos os grupos disseram sentir menos fome quando a refeição foi feita de forma mais lenta. Além disso, ambos aumentaram também a quantidade de água ingerida, aumentando a saciedade. “Nos dois grupos, a sensação de fome era significativamente mais baixa uma hora depois do início da refeição quando os indivíduos comeram mais devagar”, salientou.
 
Num cenário em que a obesidade continua a aumentar de forma preocupante em todo o mundo, os especialistas aconselham o hábito de comer devagar como um método simples para prevenir o excesso de peso e para controlar a ingestão de calorias por refeição. 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub