Saúde

Comer devagar ajuda a emagrecer, reafirma estudo

Se a perda de peso está entre as suas resoluções de Ano Novo, saiba que mastigar devagar e fazer pequenas pausas entre 'garfadas' pode ajudá-lo a emagrecer.
Versão para impressão
Se a perda de peso está entre as suas resoluções de Ano Novo, saiba que mastigar devagar e fazer pequenas pausas entre 'garfadas' pode ajudá-lo a emagrecer. A conclusão é de um novo estudo norte-americano, que vem reforçar os benefícios de abrandar o ritmo às refeições.
 
A investigação, desenvolvida por cientistas da Texas Christian University, nos EUA, e publicada na revista científica Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, revelou que as pessoas que comem mais devagar têm maior capacidade de controlar a ingestão de calorias e mantêm-se satisfeitas por um período de tempo mais longo. 
 
“Comer mais lentamente pode ajudar a diminuir a ingestão de calorias e a suprimir os níveis de fome, além de aumentar o prazer de uma refeição”, afirmou Meena Shah, coordenadora do estudo, que comprovou também que o consumo de água durante as refeições foi maior quando as pessoas comiam mais devagar.

“Esta maior ingestão de água causou, provavelmente, a distensão do estômago e pode ter afetado a quantidade de comida ingerida”, acrescentou.
 

Shah e os colegas recrutaram um grupo de voluntários com um peso considerado saudável e outro com indivíduos com excesso de peso, sendo que cada participante fez duas refeições, uma delas com total liberdade de tempo e outra a um ritmo acelerado.
 
Na primeira experiência, os indivíduos foram encorajados a comer devagar, em 'garfadas' pequenas, mastigar com cuidado e fazer pequenas pausas, pousando os talheres com frequência. Na segunda, os participantes tiveram de comer rapidamente, com 'garfadas' grandes e sucessivas e mastigar rapidamente. 
 
Depois de analisar os efeitos da velocidade da refeição no consumo de calorias, na sensação de fome e de satisfação antes e depois de cada uma das experiências, bem como a quantidade de água ingerida à refeição, os investigadores concluíram que os voluntários com peso “normal” conseguiram reduzir a ingestão de calorias em 88 kcal ao comer mais devagar. 
 
Já no caso dos participantes com excesso de peso, a redução na ingestão de calorias foi menor, mas também se verificou: a refeição feita mais lentamente permitiu-lhes cortar 58 kcal. “Diminuir o ritmo da refeição conduziu a uma redução no consumo de calorias do grupo com peso saudável, mas tal não foi tão visível no outro grupo”, realça Shah.
 
Segundo a investigadora, este facto pode dever-se ao facto de os elementos com excesso de peso terem consumido menos comida em ambas as experiências. “É possível que se tenham sentido mais 'constrangidos' [devido ao peso] e, consequentemente, comido menos”, justificou a especialista.  

Método simples para prevenir excesso de peso
 

Em qualquer dos casos, os elementos de ambos os grupos disseram sentir menos fome quando a refeição foi feita de forma mais lenta. Além disso, ambos aumentaram também a quantidade de água ingerida, aumentando a saciedade. “Nos dois grupos, a sensação de fome era significativamente mais baixa uma hora depois do início da refeição quando os indivíduos comeram mais devagar”, salientou.
 
Num cenário em que a obesidade continua a aumentar de forma preocupante em todo o mundo, os especialistas aconselham o hábito de comer devagar como um método simples para prevenir o excesso de peso e para controlar a ingestão de calorias por refeição. 

Clique AQUI para aceder ao estudo (em inglês). 

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close