Cultura

Cinema: Estreias da semana [16-22 dezembro]

Esta semana, a Disney volta aos clássicos com uma nova versão da história de Rapunzel, o cinema francês continua em destaque com as comédias "Mammuth" e "O Amor é Melhor a Dois", Joaquin Phoenix faz dele próprio no documentário "I'm Still Here", Robe
Versão para impressão
Esta semana, a Disney volta aos clássicos com uma nova versão da história de Rapunzel, o cinema francês continua em destaque com as comédias “Mammuth” e “O Amor é Melhor a Dois”, Joaquin Phoenix faz dele próprio no documentário “I’m Still Here”, Robert DeNiro protagoniza “Stone”, e da Europa de Leste chega-nos o drama “Katalin Varga”.

“Entrelaçados”, de Nathan Greno e Byron Howard, EUA

O fora-da-lei Flynn Rider refugia-se numa altíssima torre onde conhece a bela Rapunzel, que rapidamente se apaixona por ele. Depois de um castigo eterno naquela torre solitária, ela encontra a oportunidade de sair para o mundo, enfrentar o perigo e viver grandes aventuras. Esta é a mais recente animação dos estúdios Disney, numa versão renovada de um dos mais famosos contos dos irmãos Grimm.

“Mammuth”, de Gustave Kervern e Benoît Delépine, FRA

Preparado para se reformar, Serge (Gérard Depardieu), também conhecido por Mammuth, descobre que dez dos seus empregadores esqueceram-se de o declarar. Assim, segue numa viagem de alguns dias, em busca das declarações que lhe faltam. Contudo, como em todas as incursões pelo passado, Serge vai descobrir que nada é o que parece e decide dar um novo rumo à sua vida.

“O Amor é Melhor a Dois”, de Dominique Farrugia e Arnaud Lemort, FRA

Michel (Clovis Cornillac) e Vincent (Manu Payet) são dois amigos com visões muito opostas quanto a relacionamentos: um sonha em encontrar a sua alma gémea, outro crê que o mais importante é o sexo. As suas perspetivas de vida vão ser abaladas por duas mulheres muito especiais: depois de encontrarem duas mulheres especiais: Angèle (Virginie Efira) e Nathalie (Annelise Hesme).

“I’m Still Here”, de Casey Affleck, EUA

Na sua estreia como realizador, o ator Casey Affleck apresenta um documentário ficcionado sobre as reviravoltas na vida de Joaquin Phoenix, a partir do momento em que este anuncia o fim da sua carreira enquanto ator para se dedicar, em exclusivo, à música.
O filme apresenta momentos privados e de comportamento extremo de alguém perdido entre a reinvenção e a decadência.



“Stone – Ninguém é Inocente”, de John Curran, EUA

Jack Mabry (Robert De Niro) é um oficial de liberdade condicional que, a uma semana da reforma, vê o seu mundo ruir quando se envolve num caso particularmente difícil: Gerald “Stone” Creeson (Edward Norton) é um assassino condenado pela morte dos seus avós que precisa de provar que está apto a sair em liberdade condicional, disposto a recorrer aos atributos de Lucetta (Milla Jovovich), sua jovem mulher, para o conseguir.

“Katalin Varga”, de Peter Strickland, GB/HUN/ROM

Depois de revelado um segredo de anos, Katalin Varga (Hilda Péter) é repudiada pelo seu marido e ostracizada por toda a aldeia, sendo obrigada a partir com Orban (Norbert Tankó), o seu filho de dez anos, numa longa e incerta viagem em busca do verdadeiro pai da criança.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub