Saúde

Cientistas testam contraceptivo masculino

De acordo com testes preliminares realizados por cientistas norte-americanos, ondas de ultrassom aplicadas em homens podem ser usadas como um anticoncepcional masculino válido por seis meses.
Versão para impressão
De acordo com testes preliminares realizados por cientistas norte-americanos, ondas de ultrassom aplicadas em homens podem ser usadas como um anticoncepcional masculino válido por seis meses.

James Tsuruta, coordenador do estudo financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, acredita que o novo método possa representar uma opção de contracepção segura e barata.

“Pensamos que este tratamento pode proporcionar aos homens, durante seis meses e com um só tratamento, um contraceptivo de confiança, de baixo custo e não hormonal”, sustenta o investigador James Tsuruta, da Universidade da Carolina do Norte.

Os testes preliminares indicam que após as aplicações de ultrassom nos testículos, a produção de esperma é interrompida e as reservas esgotadas deixando o homem temporariamente infértil.

Os cientistas propõem utilizar-se instrumentos de ultrassom terapêutico – frequentemente usados na medicina desportiva ou em clínicas de fisioterapia – para facilitar e reduzir assim o custo desta tecnologia como contraceptivo masculino.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório