Ciência

Cientistas do CERN conseguiram recriar Big Bang

Cientistas do Conselho Europeu para a Investigação Nuclear (CERN) conseguiram esta semana recriar o momento seguinte ao Big Bang quando o Universo foi criado.
Versão para impressão
Cientistas do Conselho Europeu para a Investigação Nuclear (CERN)
conseguiram esta semana recriar o momento seguinte ao Big Bang quando o
Universo foi criado.

Os investigadores a trabalhar no grande acelarador de Partículas, o LHC, instalado na fronteira franco-suíça, decidiram colidir iões de chumbo em vez de protões.

A experiência criou temperaturas 1 milhão de vezes mais altas do que o centro do Sol. Nas próximas semanas os cientistas vão concentrar-se na análise da informação obtida com a colisão de iões de chumbo.

Desta forma esperam vir a saber mais sobre o plasma que formava o Universo uma milésima de segundo após o Big Bang, há 13.7 mil milhões de anos.

Uma das experiências do acelerador, chamada de Alice, foi desenhada especificamente para esmagar dois iões de chumbo. Além disso, as experiências ATLAS e CMS (Solenóide de Múon Compacto, em português), dois detectores de partículas do LHC, também foram alteradas para suportar a colisão de iões.

“Estamos excitados com aquilo que conseguimos”, disse à BBC David Evans, da Universidade de Birmingham (na Inglaterra), e um dos investigadores do projeto Alice.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório