Ciência

Cientistas do CERN conseguiram recriar Big Bang

Cientistas do Conselho Europeu para a Investigação Nuclear (CERN) conseguiram esta semana recriar o momento seguinte ao Big Bang quando o Universo foi criado.
Versão para impressão
Cientistas do Conselho Europeu para a Investigação Nuclear (CERN)
conseguiram esta semana recriar o momento seguinte ao Big Bang quando o
Universo foi criado.

Os investigadores a trabalhar no grande acelarador de Partículas, o LHC, instalado na fronteira franco-suíça, decidiram colidir iões de chumbo em vez de protões.

A experiência criou temperaturas 1 milhão de vezes mais altas do que o centro do Sol. Nas próximas semanas os cientistas vão concentrar-se na análise da informação obtida com a colisão de iões de chumbo.

Desta forma esperam vir a saber mais sobre o plasma que formava o Universo uma milésima de segundo após o Big Bang, há 13.7 mil milhões de anos.

Uma das experiências do acelerador, chamada de Alice, foi desenhada especificamente para esmagar dois iões de chumbo. Além disso, as experiências ATLAS e CMS (Solenóide de Múon Compacto, em português), dois detectores de partículas do LHC, também foram alteradas para suportar a colisão de iões.

“Estamos excitados com aquilo que conseguimos”, disse à BBC David Evans, da Universidade de Birmingham (na Inglaterra), e um dos investigadores do projeto Alice.

Comentários

comentários

Etiquetas

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close