Mundo

China quer comprar dívida da Grécia

Durante a sua visita oficial à Grécia, o primeiro ministro chinês, Wen Jiabao, deu o seu "voto de confiança" ao futuro daquele país europeu e prometeu-lhe um importante apoio financeiro em troca da participação na construção de grandes infraestuturas
Versão para impressão
Durante a sua visita oficial à Grécia, o primeiro ministro chinês, Wen Jiabao, deu o seu “voto de confiança” ao futuro daquele país europeu e prometeu-lhe um importante apoio financeiro em troca da participação na construção de grandes infraestuturas.

A China comprometeu-se ainda a apoiar a Grécia quando o país, atingido por uma grave crise financeira, recorrer aos mercados internacionais, no próximo ano, para obter empréstimos a longo prazo.

“A China vai fazer um grande esforço para apoiar os países da Zona Euro e da Grécia, a fim de ultrapassarem a crise económica, participando na compra de novos títulos da dívida gregos”, quando o país regressar aos mercados, afirmou o primeiro-ministro chinês, numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo grego, Georges Papandreou.

Estas declarações surgem a apenas alguns dias da realização da 13ª cimeira anual UE/China. A conjuntura económica será, naturalmente, destacada, mas as alterações climáticas, a não proliferação nuclear e a energia serão outros dos pontos de debate.

“É de crucial importância que a China e a Europa mantenham estabilidade económica, ultrapassem a crise e restaurem o crescimento”, disse Fu Ying, vice-ministra chinesa dos Negócios Estrangeiros, antes do início desta visita à Grécia.

Pelas contas chinesas, nos primeiros oito meses deste ano o comércio entre a China e a UE excedeu os 300 mil milhões de dólares (225 mil milhões de euros), mais 36,2% que em igual período de 2009.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório