Mundo

Canadá ergue escultura para homenagear português

A cidade de Vancouver, no Canadá, inaugurou, este sábado, uma escultura que homenageia o português Joe Silvey, natural dos Açores, e que, na década de 1850, deixou o arquipélago para viajar, em busca de ouro, até à região da Columbia Britânica.
Versão para impressão
A cidade de Vancouver, no Canadá, inaugurou, este sábado, uma escultura que homenageia o português Joe Silvey, natural da Ilha do Pico, nos Açores, e que, na década de 1850, deixou o arquipélago para viajar, em busca de ouro, até à região da Columbia Britânica, onde acabou por ficar.
 
A escultura, situada no Stanley Park, um dos maiores jardins da cidade, e que, de acordo com a autarquia, “comemora o início das interações entre os Europeus e os Povos das Primeiras Nações”, tem quatro metros de altura e foi feita em madeira banhada em bronze, sendo da autoria do artista Luke Marston, descendente do descobridor português.
 
Além de Joe Silvey, a obra retrata também Khaltinaht e Kwatleematt, duas mulheres aborígenes com quem casou e com as quais veio a constituir família. Para o autor, tetraneto do açoriano e de Kwatleematt, este é um trabalho especial e que fala de uma “jornada em conjunto”.
 
“É a herança da nossa família e não só. É, também, a herança da comunidade portuguesa, das comunidades das Primeiras Nações e, na sua essência, do Canadá”, explica Luke Marston, que incluiu, igualmente, na escultura, os 11 filhos de Silvey, o seu navio de caça à baleia e até uma vinha que levou de Portugal e que continua a crescer em Vancouver. 
 

Fotografia do casamento de Joe Silvey e Lucy Kwatleemat, a sua segunda mulher, datada de 1872. © Portuguese Pioneers of British Columbia/Rocky Sampson
 
No valor de 700.000 dólares canadianos (cerca de 529.500 euros), a escultura assenta  numa base feita em calçada portuguesa que foi importada do nosso país e ali instalada por um artista nacional com o apoio do Governo de Portugal e do Governo Regional dos Açores.
 
“Esta é a primeira vez que a presença portuguesa na Costa Ocidental do Canadá é reconhecida”, congratula-se Maria Boavida, cônsul portuguesa em Vancouver, numa entrevista ao jornal local The Vancouver Sun. Para a responsável, Silvey “fez, com certeza, algo de bom para que os seus descendentes tivessem o desejo de o homenagear depois de todos estes anos”.
 
A escultura, denominada “Shore to Shore” e agora inaugurada no Stanley Park, demorou cinco anos a construir e a sua conceção contou com o apoio de diversas entidades portuguesas e canadianas.

Clique AQUI para saber mais sobre este trabalho e sobre a história deste português (em inglês).

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório