Mundo

Canadá ergue escultura para homenagear português

A cidade de Vancouver, no Canadá, inaugurou, este sábado, uma escultura que homenageia o português Joe Silvey, natural dos Açores, e que, na década de 1850, deixou o arquipélago para viajar, em busca de ouro, até à região da Columbia Britânica.
Versão para impressão
A cidade de Vancouver, no Canadá, inaugurou, este sábado, uma escultura que homenageia o português Joe Silvey, natural da Ilha do Pico, nos Açores, e que, na década de 1850, deixou o arquipélago para viajar, em busca de ouro, até à região da Columbia Britânica, onde acabou por ficar.
 
A escultura, situada no Stanley Park, um dos maiores jardins da cidade, e que, de acordo com a autarquia, “comemora o início das interações entre os Europeus e os Povos das Primeiras Nações”, tem quatro metros de altura e foi feita em madeira banhada em bronze, sendo da autoria do artista Luke Marston, descendente do descobridor português.
 
Além de Joe Silvey, a obra retrata também Khaltinaht e Kwatleematt, duas mulheres aborígenes com quem casou e com as quais veio a constituir família. Para o autor, tetraneto do açoriano e de Kwatleematt, este é um trabalho especial e que fala de uma “jornada em conjunto”.
 
“É a herança da nossa família e não só. É, também, a herança da comunidade portuguesa, das comunidades das Primeiras Nações e, na sua essência, do Canadá”, explica Luke Marston, que incluiu, igualmente, na escultura, os 11 filhos de Silvey, o seu navio de caça à baleia e até uma vinha que levou de Portugal e que continua a crescer em Vancouver. 
 

Fotografia do casamento de Joe Silvey e Lucy Kwatleemat, a sua segunda mulher, datada de 1872. © Portuguese Pioneers of British Columbia/Rocky Sampson
 
No valor de 700.000 dólares canadianos (cerca de 529.500 euros), a escultura assenta  numa base feita em calçada portuguesa que foi importada do nosso país e ali instalada por um artista nacional com o apoio do Governo de Portugal e do Governo Regional dos Açores.
 
“Esta é a primeira vez que a presença portuguesa na Costa Ocidental do Canadá é reconhecida”, congratula-se Maria Boavida, cônsul portuguesa em Vancouver, numa entrevista ao jornal local The Vancouver Sun. Para a responsável, Silvey “fez, com certeza, algo de bom para que os seus descendentes tivessem o desejo de o homenagear depois de todos estes anos”.
 
A escultura, denominada “Shore to Shore” e agora inaugurada no Stanley Park, demorou cinco anos a construir e a sua conceção contou com o apoio de diversas entidades portuguesas e canadianas.

Clique AQUI para saber mais sobre este trabalho e sobre a história deste português (em inglês).

Comentários

comentários

PUB

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais aqui.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close