Ambiente

Brasil: Água dos rios ajuda a produzir embalagens

Investigadores da Universidade do Amazonas, no Brasil, estão a estudar a possibilidade de aproveitar as bactérias da bacia hidrográfica do rio Amazonas para a produção de embalagens biodegradáveis, com o intuito de reduzir o uso de plásticos derivado
Versão para impressão
Investigadores da Universidade do Amazonas, no Brasil, estão a estudar a possibilidade de aproveitar as bactérias da bacia hidrográfica do rio Amazonas para a produção de embalagens biodegradáveis, com o intuito de reduzir o uso de plásticos derivados do petróleo.

De acordo com a Agência Amazónia, a investigação centra-se no potencial das bactérias aquáticas para a produção de algumas substâncias, entre as quais os antimicrobianos e os biopolímeros, cuja aplicação se estende da agricultura à indústria farmacêutica e médica.

O coordenador do projeto, Aldo Procópio, especialista em Biotecnologia, explica que algumas bactérias isoladas já estão em fase de crescimento.

Os biopolímeros são materiais classificados estruturalmente como polissacarídeos, poliésteres e poliamidas. São produzidos a partir de uma fonte de carbono renovável, geralmente um carbohidrato derivado de cana-de-açúcar, milho, batata, trigo e beterraba, ou um óleo vegetal de soja, girassol ou palma.

Assim, além do estudo da “diversidade da comunidade bacteriana dos rios Negro, Solimões e Madeira, a sua variabilidade genética e o seu potencial biotecnológico”, esta investigação visa o desenvolvimento sustentável da Amazónia, refere Aldo Procópio, citado pela agência de notícias brasileira.

[Notícia sugerida pelo utilizador Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub