Saúde

Bill Gates dá 360 mil euros a cientistas portugueses

400 mil dólares, o equivalente a 360 mil euros, é o valor que o grupo de investigação liderado por Miguel Soares, no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), vai receber da Fundação Bill e Melinda Gates para desenvolver uma vacina contra a malária.
Versão para impressão
400 mil dólares, o equivalente a 360 mil euros, é o valor que o grupo de investigação liderado por Miguel Soares, no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), vai receber da Fundação Bill e Melinda Gates para desenvolver uma vacina contra a malária. Esta é a segunda vez que Miguel Soares e a sua equipa são reconhecidos pela Fundação Gates.

Nos próximos dois anos, a equipa de investigação vai receber 400 mil dólares para investigar se uma determinada molécula de acúçar expressa pelo agente causador da malária, o Plasmodium,  deve ser incluída como parte de uma nova vacina para a malária.
 

Só em 2015, foram identificadas mais de 200 milhões de pessoas com malária. Estes números não assustam a Fundação Gates que estabeleceu um objetivo claro: um mundo livre de malária até 2020.

Para isso, a Fundação aposta em iniciativas altamente inovadoras onde cientistas propõem caminhos pioneiros para alcançar uma vacina contra a malária.

 

Há menos de dois anos, a equipa de Miguel Soares descobriu que o glicano α-gal, uma molécula de açúcar que é expressa por componentes bacterianos existentes na microbiota do intestino humano, pode desencadear um mecanismo natural de defesa conferindo uma elevada proteção contra a transmissão de malária.

Agora, a Fundação Bill e Melinda Gates convidou Miguel Soares a usar estas descobertas para ajudar no desenvolvimento de uma vacina contra a malária.


"O nosso objetivo é perceber se esta molécula de açúcar pode ser usada como alvo para a vacina da malária. Usando a plataforma de ensaios da Fundação Bill e Melinda Gates, vamos investigar se anticorpos específicos contra o  α-gal conseguem prevenir a transmissão de malária”, explica o investigador Miguel Soares em comunicado de imprensa.
 
Este projeto vai ser desenvolvido em colaboração com o Prof. Henrique Silveira no Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT; Portugal) e com a Malaria Vaccine Initiative (MVI). 

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório