Ambiente

Berlengas e Santana classificadas pela UNESCO

NULL
Versão para impressão

As Berlengas e o concelho de Santana, na Madeira, foram classificados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), como Reserva Mundial da Biosfera. Com estas novas classificações Portugal passa a ter sete Reservas da Biosfera. O anúncio foi feito na reunião anual do Comité da UNESCO, esta quarta-feira, em Dresden, na Alemanha.

A Reserva Mundial da Biosfera é uma classificação atribuída pela UNESCO a sítios do planeta habitados ou não por humanos, mas onde a presença do homem já se tenha verificado, e que mesmo assim tenham respeitado a natureza da sua formação, de acordo o site oficial.

A UNESCO destaca as Berlengas, um grupo de pequenas ilhas e rochas, um arquipélago visitado por turistas, Pescadores e cientistas, que exploram a diversidade da zona, respeitando a sua biosfera. Segundo o site oficial, “os utilizadores das ilhas promovem e respeitam o desenvolvimento sustentável assim como a sua conservação”.

Em relação ao concelho de Santana, na Madeira, é reconhecida pela organização devido à “riqueza da fauna e da flora, que incorpora um elevado grau endémico e uma representação integral das unidades ecológicas da ilha”. A UNESCO sublinha a importância dos ecossistemas marinhos e da floresta Laurissilva, apesar da atividade turística e da agricultura dominante. 

Com a classificação de Santana e das Berlengas, Portugal passa a ter sete Reservas da Biosfera, três das quais no arquipélago dos Açores. São elas as ilhas do Corvo, Graciosa e Flores, além da Reserva Natural de Paul de Boquilobo e do Parque Internacional Luso-Galaico Gerês/Xurês.

Clique AQUI para aceder às classificações da UNESCO.

[Notícia sugerida por Vitor Fernandes e Teresa Teixeira]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório