Sociedade

Alentejo: descoberta sepultura do período mesolítico

Foi descoberta uma sepultura com cerca de 8.000 anos no sítio arqueológico das Poças de S. Bento, em Alcácer do Sal. O feito é de uma equipa de investigadores da Universidade de Lisboa e da Universidade de Cantábria que está a fazer escavações no loc
Versão para impressão
Foi descoberta uma sepultura com cerca de 8.000 anos no sítio arqueológico das Poças de S. Bento, em Alcácer do Sal. O feito foi conseguido por uma equipa de investigadores da Universidade de Lisboa e da Universidade de Cantábria que está a fazer escavações no local.
 
Em comunicado, a Universidade de Lisboa avança que a sepultura pertence ao período Mesolítico, tendo sido identificada esta semana. A equipa de arquiólogos acredita que a mesma corresponde a uma “mulher jovem, depositada sobre as costas, com as pernas fortemente fletidas”. 
 
O esqueleto humano encontra-se em “bom estado de conservação” e irá agora para laboratório, onde serão feitas várias análises ao ADN e aos “isótopos estáveis de carbono e nitrogénio presentes nos ossos”. Serão ainda realizados testes de “datação de Carbono 14”  e estudos paleopatológicos.
 
A maior parte dos exames será feita nos laboratórios das Universidades de Lisboa, Oxford e Cantábria e no Instituto Max-Planck, de Leipzig.
 
A equipa de arqueólogos acredita que “esta descoberta permitirá obter informação detalhada não só acerca do comportamento funerário destes grupos, como também das suas atividades rituais”.
 
As escavações onde foi localizada a sepultura estão a ser dirigidas pelos professores Pablo Arias, da Universidade da Cantábria, e Mariana Diniz, da Universidade de Lisboa e inserem-se no projeto arqueológico SADO-MESO, “orientado para a revisão sistemática do Mesolítico e Neolítico do Vale do Sado”.
 
Relembre-se que, há dois anos, foi também aqui descoberta a sepultura mais antiga de um cão existente no sul da Europa. Na altura, o Boas Notícias avançou que esta mesma equipa de arqueólogos encontrou a sepultura canina coberta de conchas, também ela datada de há  oito milénios. 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub