Cultura

Academia francesa premeia música lusófona

O cantor e compositor angolano Rui Mingas, o cantor brasileiro Martinho da Vila e os portugueses Rão Kyao e Eugénia Melo e Castro foram distinguidos no passado fim de semana pela Academia Francesa de Artes, Ciências e Letras.
Versão para impressão
O cantor e compositor angolano Rui Mingas, o cantor brasileiro Martinho da Vila e os portugueses Rão Kyao e Eugénia Melo e Castro foram distinguidos, no passado dia 5 de junho, pela Academia Francesa de Artes, Ciências e Letras.

Os “relevantes serviços prestados à cultura ao longo das respetivas carreiras” destes artistas foram premiados com medalhas: ouro para Rui Mingas – que já foi embaixador de Angola em Portugal -, prata para Rão Kyao e Eugénia Melo e Castro e, finalmente, escarlate para Martinho da Vila.

A cerimónia decorreu em Paris, no Interconental Grand Hotel. Desde 1915 que a Academia de Artes, Ciências e Letras promove o trabalho de dirigentes, criadores, promotores e produtores naquelas áreas do conhecimento.

Marie Curie, Jean Yves Cousteau, Cardeal Paul Poupard, Professor Pasteur, Alain Decaux, Maurice Schumann, Yves Berger e Milton Nascimento são algumas das personalidades que já foram laureadas por esta academia.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório