Espetáculos e Exposições

Urban Africa: uma viagem fotográfica pela selva urbana

NULL
Versão para impressão
O arquiteto David Adjaye, decidiu fotografar 52 cidades do continente africano. Um olhar que pretende dar a conhecer a construção e os padrões de urbanismo em África e que poderá ser visitado em Lisboa de 25 de maio até 31 de julho, no Pavilhão Preto do Museu da Cidade.

Motivado pela falta de conhecimento atual em relação às cidades africanas, este reconhecido arquiteto resolveu fotografar as suas características mais marcantes: bairros suburbanos, urbanizações clandestinas e paisagens urbanas.

As cerca de 2000 fotografias são introduzidas por uma representação gráfica do projeto que inclui mapas de África em grande escala, políticos e geográficos, e que mostram o continente africano sob diferentes prismas: as línguas, as bandeiras, a densidade populacional, entre outros parâmetros.

As fotografias, em pequeno formato, oferecem uma visão abrangente de cada cidade, onde se podem ver edifícios civis, comerciais, religiosos e habitacionais, e fazem eco das preocupações de Adjaye, enquanto arquiteto.

Mais do que uma exposição de fotografia este é um estudo entre arquitetura, cultura e paisagem urbana, que se pode conhecer ao som dos ritmos africanos, compostos especialmente para a exposição por Peter Adjaye, irmão do arquiteto.

Adjaye fotografou cidades como Kigali, a capital do Ruanda, com os seus traços coloniais; Tripoli, na Líbia, invadida pela energia do presente; os vestígios do apartheid em Pretória, na África do Sul e as urbanizações informais nas periferias de novas cidades, como Abuja, Nigéria.

A exposição está patente no museu da cidade entre 25 de maio e 31 de julho e a entrada é gratuita.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório