Cultura

UNESCO: Lista do Património Mundial cresce

O Comité do Património Mundial, reunido esta semana em Brasília, inscreveu na sua lista 15 novos locais culturais. Entre eles, contam-se monumentos do Vietname, China, Tajiquistão, França e Holanda.
Versão para impressão
O Comité do Património Mundial, reunido esta semana em Brasília, inscreveu na sua lista 15 novos locais culturais. Entre eles, contam-se monumentos do Vietname, China, Tajiquistão, França e Holanda.

Entre eles, encontra-se a cidadela imperial de Thang Long-Hanoi (Vietname), que foi edificada no século XI pela dinastia Viêt de los Ly para concretizar a independência de Dai Viêt e foi construída nos vestígios de uma fortaleza chinesa do século VII em terrenos drenados do delta do Rio Vermelho, em Hanoi.

Também os monumentos históricos de Dengfeng, na província de Henan (China), fazem parte da lista da UNESCO, já que “constituem alguns dos melhores exemplos de edifícios antigos dedicados a atividades de caráter ritual, científico, tecnológico e educativo”, segundo a UNESCO.

A lista do Património Mundial da UNESCO foi ainda enriquecida com a cidade episcopal de Albi, em França [na foto], “constituída por um conjunto coerente e homogéneo de monumentos que apenas experimentaram mudanças importantes com o passar dos séculos”.

Ainda na Europa, foram elevados ao estatuto de Património Mundial dois outros locais já classificados pela UNESCO: o sistema hidráulico de Haut-Harz (Alemanha), adjacente às minas de Rammelsberg e a cidade mineira de Røros, na Noruega. Também a rede de canais de Amsterdão entrou na lista da UNESCO.

O número de locais considerados como Património Mundial pela UNESCO ascende, desta forma, a 904. Esses sítios são considerados únicos e de um interesse maior para o Planeta e para a Civilização Humana.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório