Fitness & Bem-estar

Uma dieta que aposta no "prazer de comer"

A Dieta Bravo não é bem uma dieta. O autor, João Bravo, especialista em Naturopatia, explica que o principal segredo é compreender o significado de carga glicémica e a importância das nossas hormonas.
Versão para impressão
A Dieta Bravo não é bem uma dieta mas sim de uma nova atitude alimentar onde é possível comer um pouco de tudo. O autor, João Bravo, explica que o principal segredo é compreender o significado de carga glicémica e a importância das nossas hormonas. E a isto, adicionar um ingrediente muito simples: exercício físico.

por Patrícia Maia
 
João Bravo já pesou mais 20 quilos do que pesa hoje. “Percebi que isso estava a causar problemas à minha saúde” e foi “nessa altura que procurei soluções”. Com base nos conhecimentos que adquiriu na sua especialização em nutrição e emagrecimento, João Bravo desenhou um plano alimentar que assenta, sobretudo, no conceito de carga glicémica e no papel de uma hormona especial que regula o apetite – a leptina.
“Neste livro introduzi o conceito de carga glicémica dos alimentos que é muito diferente do índice glicémico. A melancia, por exemplo, tem um índice glicémico alto mas por causa da água e das fibras que contém a sua carga glicémica é baixa, pelo que é uma fruta que se pode consumir sem problema”, explica o naturopata. 
 

O livro apresenta uma tabela com estes valores para vários alimentos, facilitando a escolha dos ingredientes que são mais amigos de um peso saudável. 

Uma alimentação “saborosa”

 
Mas João Bravo explica que a ideia é aprender mais sobre os alimentos sem “tirar às pessoas o prazer de comer”, daí que o livro seja acompanhado de uma série de receitas que têm o máximo de sabor. “Quero mostrar aos leitores que podem fazer uma excelente alimentação com coisas saborosas”, sublinha. 
 
Aliás, no final desta viagem pelo mundo da Dieta Bravo, o especialista recomenda até um dia de liberdade total, onde a pessoa pode fazer uma refeição sem restrições, isto só depois de ter perdido um quarto do peso que tem a mais. “Mas depois desta reeducação, as pessoas vão perceber que já não têm a mesma vontade de comer mal, o corpo está mais saudável e os excessos alimentares causam mau-estar”, garante.

Exercício físico é ingrediente fundamental
 
Outro ingrediente fundamental da Dieta Bravo é o exercício físico, não só pelo seu efeito no corpo mas pelas hormonas benéficas que produz no cérebro. O especialista sublinha que basta uma caminhada de 30/40 minutos por dia para aumentar a serotonida e a preciosa leptina – a hormona que avisa quando estamos saciados. 
 
“Quando falo de exercício não quero que as pessoas passem horas no ginásio. Basta apostar em atividades energéticas que nos dão prazer como andar de bicicleta e de patins, ou passear à beira mar”, avisa. 
 
Nas suas consultas, quando os clientes dizem que se recusam a fazer exercício, João Bravo prefere “não os acompanhar”. “Se a pessoa não tem vontade de usar este medicamento, o exercício, que ainda por cima é gratuito, é porque não quer mudar”, avisa o especialista. 
 
Uma das testemunhas do sucesso do método de João Bravo é a fadista Mafalda Arnaut, que assina o prefácio do novo livro. Este caminho “representou alívio e tranquilidade por saber que estava em 'boas mãos', diz a fadista. O livro Dieta Bravo chegou este mês às bancas e, na primeira semana, vendeu mais de 5 mil cópias. 

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório