Ciência

Telescópio mostrará Universo com resolução inédita

A NASA anunciou, esta quarta-feira, que está a preparar-se para lançar um novo telescópio de raios-X, capaz de examinar o universo e os buracos negros com uma resolução nunca antes vista.
Versão para impressão
A NASA anunciou, esta quarta-feira, que está a preparar-se para lançar um novo telescópio de raios-X, capaz de examinar o universo e os buracos negros com uma resolução nunca antes vista. O NuSTAR (Nuclear Spectorscopic Telescope Array), como foi batizado, permitirá, portanto, conhecer melhor a evolução do cosmo.
 
“O NuSTAR vai ajudar-nos a compreender como o nosso universo evoluiu do estado simples do Big Bang até se transformar em algo tão complexo atualmente”, afirmou Paul Hertz, diretor da divisão de astrofísica da agência espacial norte-americana, numa conferência de imprensa na sede da organização, em Washington.
 
Este novo telescópio espacial será o primeiro com capacidade de criar imagens cósmicas a partir de raios-X de alta energia, semelhantes aos utilizados para gerar imagens do esqueleto humano ou para examinar bagagens nos aeroportos, adiantaram os especialistas.
 
O NuSTAR produzirá imagens com uma resolução dez vezes superior à obtida com os telescópios atuais e será mais de uma centena de vezes mais sensível do que os que já existem e funcionam na mesma parte do espectro eletromagnético.
 
“Veremos os objetos celestes maiores, mais densos e mais carregados de energia de forma fundamentalmente nova”, explicou Fiona Harrison, do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) e principal encarregada científica do NuSTAR, citada pela AFP.

Telescópio será lançado a 13 de Junho
 
Graças às suas capacidades inovadoras, o telescópio conseguirá captar a alta energia dos raios-X por meio da poeira e do gás que dificultam a observação das galáxias, bem como os buracos negros e as estrelas de neutrões situadas no coração da Via Látea. 
 
O lançamento do telescópio está previsto para dia 13 de Junho. O  NuSTAR será colocado em órbita por um foguete Pegasus, lançado em pleno voo pelo Stargazer, um grande avião com três turbinas da Base de Testes Reagan, nas Ilhas Marshall, Pacífico.
 
Nos primeiros dois anos, a missão NuSTAR vai mapear certas regiões do céu para recensear as estrelas mais profundas e distantes e os buracos negros de diferentes tamanhos, examinando, com esse propósito, as regiões que rodeiam o centro da nossa galáxia.
 
O novo telescópio irá também efetuar observações do universo profundo, além da Via Látea, para que os cientistas tentem entender melhor as emissões de partículas de galáxias mais extremas, onde ficam os chamados buracos negros supermaciços.

[Notícia sugerida por Elsa Martins]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório