Cultura

Telefilme português conquista galardão no Prix Itália

O telefilme português "E Depois Matei-o", produzido pela Plural Entertainment para a RTP no âmbito da iniciativa "Grandes Histórias - Toda A Gente Conta" desenvolvida pela televisão pública em 2012, acaba de ser distinguido na 65ª edição do Prix Itál
Versão para impressão
O telefilme português “E Depois Matei-o”, produzido pela Plural Entertainment para a RTP no âmbito da iniciativa “Grandes Histórias – Toda A Gente Conta” desenvolvida pela televisão pública em 2012, acaba de ser distinguido na 65ª edição da competição Prix Itália, que decorreu a semana passada em Turim, na Itália.
 
A película, que tem como tema a violência doméstica e conta com interpretações de atores como Isabel Abreu, Sónia Balacó, Albano Jerónimo e Pedro Giestas, foi premiado na categoria de Ficção para TV (minisséries e telefilmes), deixando para trás produções da ZDF, HBO e Arte-France. 
 
“E Depois Matei-o”, com argumento de Raquel Palermo e João Matos e realização de Lourenço de Mello, conta a história de duas mulheres vítimas de violência doméstica que trocam histórias através das grandes na prisão feminina de Tires. 
 
Uma delas, Catarina (Isabel Abreu), vítima de violência doméstica há anos, está presa por homicídio simples depois de, após mais uma agressão, temendo perder a vida e o bebé, ter pegado numa faca e posto fim à vida do marido. 
 
Em comunicado, a RTP salienta que o Prix Itália é “o mais prestigiado prémio na área do audiovisual e a mais antiga competição internacional de programas de rádio, TV e Web”, onde concorrem “projetos mundiais de ficção, documentários, formatos musicais e representações artísticas de mais de 90 estações públicas de rádio e televisão”. 

Veja abaixo o vídeo promocional do telefilme premiado. 
 

Notícia sugerida por Maria da Luz

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub