Sociedade

Táxi “low-cost” para saídas noturnas de jovens

Arranca este sábado, em Matosinhos, o serviço de táxis "low cost" de acompanhamento de jovens e adolescentes nas saídas à noite. Os taxistas transportam os jovens ao local pretendido e "vão buscá-los para os levar de regresso a casa".
Versão para impressão
Arranca este sábado, em Matosinhos, o serviço de táxis “low cost” de acompanhamento de jovens e adolescentes nas saídas à noite. Os taxistas transportam os jovens ao local pretendido e vão buscá-los para os levar de regresso a casa à hora combinada com os pais.

“Com este serviço, os jovens podem sair à noite e os pais podem ficar descansados. O taxista toma conta deles por um preço simbólico. O pai paga o serviço e deixa o seu número de telefone, para o caso de o jovem não comparecer à hora marcada de regresso”, disse à Lusa, António Parada, presidente da Junta de Freguesia de Matosinhos.

“Desde cinco euros, os miúdos podem ter acompanhamento para a noite toda. O taxista acompanha e fica responsável por ele de acordo com o que combina com o pai. Isto evita que os jovens com carta saiam de carro, bebam e deixem os pais com o coração nas mãos”, explicou à Lusa António Parada, presidente da Junta de Freguesia.

Ao chamar o táxi, os pais “escolhem o pacote pretendido (pub, discoteca ou cinema)”, pagam ao taxista e deverão “indicar um número de telefone ao taxista, para que este os possa contactar caso o jovem não compareça à hora marcada de regresso”.

Este sábado, dia em que arranca o projeto, o primeiro serviço de cada táxi, que tem início a partir das 20h00, é grátis.

António Parada, explica que os preços do serviço oscilam entre “os cinco euros por miúdo” e os “7,50 euros por miúdo”, no caso de se juntarem quatro em cada viagem.

Dentro do concelho de Matosinhos, o serviço custa 20 euros. Nas deslocações para o Porto, Gaia e Maia, o preço sobe para 25 euros, enquanto que, para Gondomar e Valongo, o valor do serviço sobe para 30 euros.

António Parada revelou à Lusa que pretende “alargar o projeto a parceiros de diversão noturna legalizados”, de modo a que os pais possam também pagar aos taxistas as entradas nesses estabelecimentos de diversão noturna.

[Notícia sugerida por Vitor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório