Mundo

Siamesas ligadas pela cabeça separadas com sucesso

NULL
Versão para impressão
Duas gémeas siamesas ligadas pela cabeça foram separadas, com sucesso, num hospital em Londres. O processo incluiu quatro operações durante quase um mês e meio. Agora, cinco semanas depois de terem sido separadas, Ritag and Rital, estão a recuperar da cirurgia complexa que lhes salvou a vida.

Vindas do Sudão, as gémeas de 11 meses nasceram com os topos de suas cabeças fundidas, uma situação extremamente rara em que apenas uma em 10 milhões de pessoas sobrevivem. A última cirurgia aconteceu no passado dia 15 de agosto, no Hospital Infantil Great Ormond Street.

Por terem nascido com os crânios juntos, as irmãs partilhavam o fornecimento de sangue para o cérebro. Mas era Ritag que bombeava a maior parte do fluxo sanguíneo, recebendo também o sangue de Rital. Com uma grande sobrecarga, o seu coração começava a falhar.

Visto que o fluxo de sangue das crianças estava presente entre os seus cérebros, qualquer problema na operação poderia causar danos neurológicos.

Foi, aliás, devido à gravidade do caso, que o processo foi dividido em quatro fases, o que minimizou as lesões no cérebro. Os procedimentos foram pagos pela Facing the World, uma instituição britânica mantida através de doações.

Clique AQUI para aceder ao site oficial da Facing the World e AQUI para visualizar o comunicado do hospital britânico.

[Notícia sugerida por Raquel Baêta]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório