Sociedade

Santa Casa promove reintegração de jovens

A Santa Casa da Misericórdia do Porto inicia esta quinta-feira um projeto destinado aos jovens entre os 15 e os 19 anos do Lar de Infância e Juventude do Colégio do Barão de Nova Sintra com o objetivo de os ensinar a gerir uma casa sozinhos e ajudá-l
Versão para impressão
A Santa Casa da Misericórdia do Porto inicia esta quinta-feira um
projeto destinado aos jovens entre os 15 e os 19 anos do Lar de Infância
e Juventude do Colégio do Barão de Nova Sintra com o objetivo de os
ensinar a gerir uma casa sozinhos e ajudá-los a encontrar uma saída
profissional.

Para isso irão estar inseridos num apartamento de pré-autonomização que irá albergar cinco rapazes, que, como muitos outros a quem se destina este projeto pioneiro, não conseguiram ser adotados ou não têm condições para ser reintegrados na sua família de origem.

“Tínhamos um espaço subaproveitado no colégio. Em vez de fazer mais do mesmo, decidimos avançar com uma nova resposta social”, explicou ao JN, o provedor da Santa Casa, António Tavares.

“Vão ter de saber viver entre eles com espírito de irmão, saber partilhar e ajudar o coletivo”, acrescenta António Tavares, sublinhando que se trata de um projeto bastante comum em países como Inglaterra.

Cada um dos rapazes irá ter uma mesada e tarefas domésticas. Ficarão responsáveis por gerir a casa, desde a limpeza até à preparação de refeições. Tanto a alimentação como o vestuário serão suportados pela instituição e terão um tutor que os irá orientar no dia-a-dia.

Os jovens poderão ficar no apartamento até aos 19 anos, isto desde que, nessa altura, já estejam inseridos na vida ativa. “Queremos evitar que isto se transforme num projeto de permanência”, conclui ainda o provedor da Santa Casa.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub