Ambiente

Reflorestação dará mais àrvores à Serra do Alvão

NULL
Versão para impressão
A Quercus e a Valormed vão proceder à reflorestação de diversas áreas da Serra do Alvão, numa ação que se estenderá até 2013 e culminará na plantação ou tratamento de cerca de 20.000 árvores.

Em Março, em parceria com a Quercus, a Valormed lançou uma campanha de recolha de embalagens e medicamentos fora de uso que contou com o apoio de 2800 farmácias e milhares de utentes.

Graças a esta união, foi possível “reconverter os desperdícios em árvores” que irão dar uma nova vida a uma das maiores áreas naturais protegidas de Portugal.

A reflorestação vai ter início a 23 de Novembro, dia simbólico em que se assinala o Dia da Floresta Autóctone, explicaram as duas entidades em comunicado conjunto.

As primeiras 400 árvores vão ser recebidas pela aldeia de Souto, em Vila Pouca de Aguiar, e a sua plantação vai contar com a ajuda de cerca de 50 crianças da zona, tendo também finalidades pedagógicas. Assim, pretende-se, ao mesmo tempo, chamar a atenção das gerações mais jovens para a necessidade de proteger a floresta.

Segundo Paulo Lucas, dirigente da Quercus, a prioridade do projeto é “restabelecer o coberto arbóreo e arbustivo autóctone em terrenos públicos, privados e baldios” através da plantação/sementeira de árvores e arbustos nativos, particularmente espécies raras ou em perigo de extinção.

Por seu lado, a Valormed, que se define como “empresa ambientalmente responsável” procura, através desta iniciativa, alertar para a importância de gerir corretamente as embalagens vazias e os medicamentos fora de uso, bem como para o dever cívico que é a consciência ambiental.

[Notícia sugerida por Vítor Fernandes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório