Saúde

Primeiro centro cardíaco do Sul abriu no Algarve

A instituição está integrada no Hospital Particular do Algarve (HPA), em Faro, e nasceu como a única alternativa existente ao transporte de doentes cardíacos para Lisboa.
Versão para impressão
Abriu, este fim-de-semana, o primeiro centro cardíaco do sul do país. A instituição está integrada no Hospital Particular do Algarve (HPA), em Faro, e nasceu como a única alternativa existente ao transporte de doentes cardíacos para Lisboa, quer em emergência, quer com cirurgia programada.
 
Até agora, o centro cardíaco mais próximo de Faro situava-se na capital, a 300 km de distância, o que acarretava grandes limitações e incómodos. Portanto, o serviço promete trazer inúmeras vantagens para a população local, possibilitando a realização de cirurgias não asseguradas pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).
 
O Centro tem à disposição os métodos mais avançados disponíveis atualmente e reúne ainda todas as técnicas aplicadas à cardiologia, “com o objetivo de tornar os procedimentos mais seguros e menos invasivos”, pode ler-se em comunicado enviado ao Boas Notícias. 
 
Uma vez que o HPA não tem qualquer acordo com a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, apenas quem tiver disponibilidade financeira terá possibilidade de usufruir destas cirurgias, mas os responsáveis do Hospital não colocam de parte uma parceria para que os doentes algarvios pudessem ser assistidos no Centro em vez de se deslocarem a Lisboa. Segundo o diretor do serviço de Cardiologia, José Batista, o acordo ainda não existe mas há “abertura por parte do HPA para tal”.
 
José Batista ressalta também que “no Algarve só existe resposta para os doentes cardíacos no Hospital Central de Faro, que, no entanto, não tem cirurgia cardíaca”, pelo que “o Centro Cardíaco poderá constituir uma resposta de excelência, com forte redução de custos para o Estado” português.
 
O HPA de Faro, onde se insere o Centro Cardíaco, é o hospital mais recente deste grupo de saúde privado dispondo de 90 camas, serviço de urgência 24 horas por dia, todos os dias do ano, urgência pediátrica e três blocos operatórios. Graças à Unidade de Intervenção Cardiovascular do Algarve (UIC), o hospital tem sido pioneiro no desenvolvimento de cardiologia de ponta.

 

 

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório