Ciência

Portugueses integram elite da Biologia Molecular

Há dois investigadores portugueses selecionados para integrar a Organização Europeia de Biologia Molecular. A lista dos novos associados foi divulgada esta quarta-feira.
Versão para impressão
Há dois investigadores portugueses selecionados para integrar a Organização Europeia de Biologia Molecular. A lista dos novos associados foi divulgada esta quarta-feira e apresenta Rui Costa, da Fundação Champalimaud, e Margarida Amaral, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, como parte dos novos membros daquela entidade.
 
Os portugueses fazem parte de uma lista composta por mais de uma centena de nomes, considerados os melhores na área. Para ser um dos novos adquiridos da Organização, é preciso que os investigadores se destaquem no âmbito das ciências da vida e sejam, de preferência, oriundos de países europeus. 
 
Ainda assim, de entre os 106 aprovados para novos associados é possível encontrar alguns da China, do Japão e dos EUA. A iniciativa acontece no âmbito dos 50 anos da Organização Europeia de Biologia Molecular, servindo também para homenagear os progressos que têm sido feitos no campo da neurociência.
 
No final de 2013, a mesma entidade distinguiu dois cientistas portugueses com uma bolsa de 50.000 euros anuais durante um período que pode ir até aos seis anos. 
 
A Organização Europeia de Biologia Molecular foi fundada há 50 anos, promovendo o desenvolvimento na área da biologia molecular, bem como a cooperação e investigação científicas. Atualmente conta com mais de 1.600 membros, dos quais 66 prémios Nobel.

Consulte AQUI a lista completa dos novos associados da Organização Europeia de Biologia Molecular.

Notícia sugerida por Maria Pandina

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub