Sociedade

Português vence prémio ibérico de arquitetura

O projeto de uma escola em Sever do Vouga venceu o Prémio Fomento de las Artes y del Diseño de Arquitetura, em Barcelona. Entre os 27 finalistas a concurso, escolhidos num total de 401 candidatos ibéricos, seis eram portugueses.
Versão para impressão
O projeto de uma escola em Sever do Vouga venceu o Prémio Fomento de las Artes y del Diseño de Arquitetura, em Barcelona. Entre os 27 finalistas a concurso, escolhidos num total de 401 candidatos ibéricos, seis eram portugueses.
 
A distinção foi atribuída esta sexta-feira, em igual mérito, ao projeto do arquiteto Pedro Domingos para a Escola Básica Secundária de Sever do Vouga, no distrito de Aveiro, e ao Espaço Dolmen Megalítico de Seró, em Lleida (Espanha), do espanhol Toni Gironés Saderra. 
 
Para Nuno Sampaio, um dos membros do júri da 55.ª edição deste prémio ibérico de arquitetura, o projeto luso “torna memorável a experiência de habitar, na perspetiva de uma criança, através de espaços livres, de grande riqueza”.
 
“Apesar de se tratar de uma intervenção de grande escala, consegue integrar acertadamente peças arquitetónicas preexistentes e novas com uma estudada adaptação à topografia”, afirma em declarações à agência Lusa.
 
A associação Fomento de las Artes y del Diseño foi criada em Barcelona com o objetivo de promover o desenho e a arquitetura na vida cultural e económica do país. 
 
Os prémios, divididos em cinco categorias, foram anunciados esta quinta-feira à noite, na cerimónia de encerramento do FAD Fest – Festival de Desenho e Arquitetura, que decorreu naquela cidade durante os últimos quinze dias. 

Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes
 

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub