Ambiente

Portugal: Produção de energia hídrica dispara 428%

A produção de energia elétrica feita a partir de fontes renováveis (FER) aumentou 170 por cento no passado mês de Março, em comparação com o mesmo período de 2012. Este valor deve-se, sobretudo, ao aumento que se registou na componente hídrica.
Versão para impressão
A produção de energia elétrica feita a partir de fontes renováveis (FER) aumentou 170 por cento no passado mês de Março, em comparação com o mesmo período de 2012. De acordo com a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) este valor deve-se, sobretudo, ao disparo de 428 por cento que se registou na componente hídrica. 
 
No primeiro trimestre do ano, Portugal atingiu os 10 848 MW no que diz respeito ao total de potência instalada para a produção de energia elétrica a partir das FER, sendo que, além da enorme subida registada na produção hídrica, também a produção eólica aumentou 94 por cento.
 
A DGEG esclareceu que 85 por cento da potência instalada – valor que exclui a grande hídrica – está concentrada nos distritos de Viseu, Coimbra, Castelo Branco, Vila Real, Lisboa, Viana do Castelo, Guarda, Leiria, Faro e Santarém.
 
Também no primeiro trimestre do ano, a componente hídrica cresceu 300 por cento, face a período homólogo de 2012, sendo que cerca de 68 por cento desta produção se situa no Norte do países, nomeadamente nos distritos de Viseu, Vila Real, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Viana do Castelo e Braga.
 
Por sua vez, o setor da energia eólica, que conta com 2531 aerogeradores ao longo de todo o território Continental, revelou um aumento de 48 por cento da produção de energia, relativamente a igual período de 2012.
 
Entre os distritos com maior potência eólica instalada, em Março deste ano, destacam-se Viseu, Castelo Branco, Vila Real, Coimbra, Viana do Castelo e Lisboa, onde se encontra 72 por cento do total instalado. 
 
Este relatório da DGEG, que incide apenas sobre os resultados de Portugal Continental, sublinha que, no ano 2011, Portugal foi o terceiro país da União Europeia (UE15) com maior incorporação de energias renováveis.

Pode consultar o relatório AQUI.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub