Mundo

Poetisa muçulmana desafia fundamentalistas

Uma poetisa saudita cujos versos criticam os religiosos islâmicos fundamentalistas venceu o terceiro prémio de um popular e milionário concurso de poesia em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, noticia a BBC. Hissa Hilal era a concorrente favori
Versão para impressão
Uma poetisa saudita cujos versos criticam os religiosos islâmicos
fundamentalistas venceu o terceiro prémio de um popular e milionário
concurso de poesia em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, noticia a
BBC. Hissa Hilal era a concorrente favorita do público mas acabou por não arrecadar o prémio final.

Envergando uma burka, tradicional veste islâmica que deixa apenas os olhos da mulher à mostra, Hissa Hilal [na foto] recitou o seu poema de 15 versos “O Caos das Fatwas”, no concurso Poeta Milionário (em tradução livre), transmitido pela televisão estatal dos Emirados Árabes. O concurso tem um formato semelhante ao programa Ídolos mas em vez de cantar, os concorrentes declamam versos originais.

O poema de Hissa faz uma crítica à influência do fundamentalismo e das fatwas [decisões emitidas por especialistas islâmicos quando existem dúvidas sobre como proceder em determinadas situação] na sociedade árabe e recebeu elogios do público e dos juízes.

“Não temas o seu beijo de serpente, tens asas ondulantes que voam, e ninguém te pode tocar”, diz determinado verso do poema.

Em entrevista à BBC, Hissa Hilal disse que – depois da sua participação no concurso – recebeu várias ameaças de morte pela Internet mas salientou que, em contrapartida, recebeu ainda mais manifestações de apoio.

O vencedor do concurso foi anunciado no início de abril. Hissa, mãe de
quatro crianças, ficou com o terceiro prémio, o equivalente a cerca de
um milhão de euros. O poeta Nasser al-Ajami, do Koweit, arrecadou o
grande prémio.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório