Saúde

OMS premeia programa alentejano

A Organização Mundial de Saúde (OMS) premiou o Programa de Intervenção Precoce na Infância no Alentejo, um programa que apoia cerca de 2400 crianças com deficiência ou problemas de desenvolvimento e respetivas famílias.
Versão para impressão
A Organização Mundial de Saúde (OMS) premiou o Programa de Intervenção Precoce na Infância no Alentejo, um programa que apoia cerca de 2400 crianças com deficiência ou problemas de desenvolvimento e respetivas famílias.

Esta distinção foi qualificada pela presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, Rosa Matos, como “muito importante pois é o reconhecimento de que a região, nesta área, está a fazer um bom trabalho”, referiu à agência Lusa.

O programa foi implementado em 2000 e foi já considerado a nível nacional como exemplo de boas práticas, envolvendo cerca de 300 técnicos, distribuídos por um total de 42 equipas que se deslocam ao terreno, apoiadas por 38 viaturas, e presta cuidados em várias áreas: saúde, educação, psicologia ou assistência social.

Todos os 47 municípios alentejanos estão abrangidos por esta rede que permite referenciar, “logo na maternidade” ou “antes do nascimento”, uma criança com deficiência ou problemas de desenvolvimento, garantindo-lhe, tal como à família, apoio especializado “tão cedo quanto possível”.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório