Fitness & Bem-estar

Novo documentário propõe Arrábida a Património Mundial

No âmbito da candidatura da Arrábida a Património Mundial, a Câmara Municipal de Palmela lançou um documentário sobre a tradição, os saberes e a paisagem daquele território, com a história das populações que ali se fixaram ao longo dos tempos.
Versão para impressão
No âmbito da candidatura da Arrábida a Património Mundial, a Câmara Municipal de Palmela lançou um documentário sobre a tradição, os saberes e a paisagem daquele território, com a história das populações que ali se fixaram ao longo dos tempos. 
 
Pelo nome 'Arrábida Imaterial', o novo documentário já se encontra disponível no canal do YouTube da autarquia. Segundo comunicado enviado ao Boas Notícias, o mesmo reflete “uma leitura possível do território, mostrando-o como um lugar mágico e transcendente, mas simultaneamente real, onde, ao longo do ano, o ciclo da vida prossegue”. 
 


Depois de um olhar sobre a vertente natural “deste vasto território que abrange os concelhos de Palmela, Setúbal e Sesimbra”, as atenções voltam-se para o “património cultural imaterial e manifestações que contam a história” da Arrábida.
 
A narrativa do filme “intercala o sagrado com os saber-fazer, desenhado a Arrábida como fonte de sustento, de memória e de identidades”. Neste caso é “a devoção à Nossa Senhora do Cabo Espichel que, por parte do Círio da Sociedade Filarmónica Humanitária, dá o mote para o ano, que corresponde a um ciclo agrícola”. 
 
Originalmente, este tipo de manifestações religiosas “tinham como objetivo apaziguar o sagrado para a fecundação da terra”. A banda sonora é constituída pela Sinfonia nº 4 'Os Dias dos Prodígios', da autoria do maestro palmalense Jorge Salgueiro para celebrar os 50 anos da Festa das Vindimas.
 
Pode acompanhar o percurso da candidatura da Arrábida a Património Mundial AQUI.

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub