Ambiente

Noruega diz não ao abate de árvores tropicais

Em Maio, a Noruega tornou-se o primeiro país do mundo a banir totalmente a desflorestação. A medida foi aprovada no parlamento e vai implicar a adoção de políticas que não impliquem o abate de árvores.
Versão para impressão
Em Maio, a Noruega tornou-se o primeiro país do mundo a banir totalmente a desflorestação. A medida, especialmenre dirigida às florestas tropicais, foi aprovada no parlamento e vai implicar a adoção de políticas que não impliquem o abate de árvores.
 
A Noruega é um dos países mais comprometidos com a preservação das florestas e apoia, também, vários programas de apoio a populações nativas das florestas. 
 
A Fundação Rainforest, da Noruega, tem vindo a fazer pressão sobre o governo norueguês no sentido de adotar esta medida de Desflorestação Zero e parece que agora a ideia avançou. 
 
De acordo com o documento elaborado pelo Plano de Ação Nacional para a Diversidade da Natureza, o governo norueguês vai passar a exigir certos requisitos para garantir que as "atividades do estado não contribuem para a desflorestação”.

As medidas concretas ainda não foram reveladas mas passarão, diz a Fundação Rainforest, pelo corte no consumo de bens que promovem o abate de árvores, nomeadamente a soja, o papel e o óleo de palma. 

Um estudo divulgado em 2015 relevou que o consumo destes bens foi responsável pelo abate de 40 por cento das florestas tropicais.

Na nota de imprensa da fundação, o responsável Nils Hermann Ranum salienta que, nos últimos anos, têm surgido cada vez mais empresas “empenhadas em adotar políticas amigas das florestas” mas afirma que esta será a primeira vez que um governo nacional adota um compromisso semelhante”.
 

Notícia sugerida por André Luís

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório