Sociedade

Município de Évora cede terrenos para hortas urbanas

O município de Évora vai disponibilizar mais de 20 terrenos abandonados para a criação de hortas urbanas. O objetivo é desenvolver a consciência ambiental dos munícipes e complementar os rendimentos dos mais carenciados.
Versão para impressão

O município de Évora vai disponibilizar mais de 20 terrenos abandonados para a criação de hortas urbanas. O objetivo é desenvolver a consciência ambiental dos munícipes e complementar os rendimentos económicos das famílias mais carenciadas.

As regras de acesso e utilização das Hortas Urbanas de Évora foram aprovadas por unanimidade em reunião pública de Câmara e permitem que os interessados utilizem de forma gratuita talhões, de 25 e 50 metros quadrados, divididos em 20 terrenos municipais, para a produção hortícola e florícola.

José Ernesto Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Évora, explicou à Lusa que este “é um projeto envolvente”, para o qual o município espera “a participação do maior número possível de pessoas”. Garantiu ainda que “já há interessados em dinamizar” as hortas, sobretudo associações de reformados e clubes desportivos do bairro.

Os espaços cedidos estão espalhados pelas freguesias da Malagueira, Bacelo, Senhora da Saúde e Horta das Figueiras.

O município assumiu a responsabilidade de disponibilizar um sistema de rega para os locais desprovidos de fontes de abastecimento de água. Será também, de acordo com o autarca, colocado um “ponto de luz que será de utilização coletiva” nas zonas envolventes das hortas.

[Notícia sugerida por Ana Soares]  

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório