Ciência

Mini-nave espacial europeia tem “know-how” português

O grupo português ISQ continua a dar cartas ao nível da indústria aeroespacial. Cerca de 30 engenheiros nacionais ofereceram o seu "know-how" e participaram nos ensaios de qualificação do escudo térmico da mini nave-espacial da ESA.
Versão para impressão
O grupo português ISQ continua a dar cartas ao nível da indústria aeroespacial. Cerca de 30 engenheiros nacionais ofereceram o seu “know-how” e participaram nos ensaios de qualificação do escudo térmico do IXV – Intermediate eXperimental Vehicle, uma nova “mini-nave espacial” da Agência Espacial Europeia (ESA).
 
Os especialistas portugueses participaram praticamente desde o início no desenvolvimento do veículo experimental da ESA que vai ser lançado para o espaço esta quarta-feira (11) a partir do Centro Espacial Europeu na Guiana Francesa, completando aproximadamente 15.000 horas de trabalho que exigiram ao Grupo ISQ um investimento na ordem dos dois milhões de euros. 
 
Durante os cinco anos de envolvimento no projeto, o ISQ participou nas diversas fases de elaboração da tecnologia do sistema de proteção técnica do IXV através dos seus vários laboratórios em Portugal, tendo também integrado a preparação do lançamento do veículo, que contou com a presença de 20 técnicos em Portugal e mais seis em Kourou, na Guiana Francesa.
 
O grupo foi, portanto, a principal entidade portuguesa envolvida no desenvolvimento do IXV. A colaboração mais recente do ISQ neste projeto decorreu no centro de ensaios de Castelo Branco, onde se realizaram os ensaios de qualificação do sistema de proteção térmica. 
 
Em comunicado, Paulo Chaves, responsável pelo desenvolvimento do mercado aeroespacial do ISQ, explica que “o investimento feito não se esgota neste projeto” e “vai permitir a dinamização” da atividade da empresa, bem como “o desenvolvimento de novas áreas de negócio”.
 
“Ganhámos um conjunto de competências e de credibilidade neste mercado que vão reforçar as nossas vantagens competitivas e abrir a porta a projetos internacionais mais ambiciosos nas mais diversas áreas”, congratula-se Paulo Chaves.
 
Segundo o Grupo ISQ, “a participação no desenvolvimento do IXV só foi possível pela constante aposta na criação de conhecimento adaptado às necessidades dos seus clientes industriais, posicionando-se o ISQ como entidade de topo no que respeita a serviços, inspeção, ensaio, formação, consultoria técnica, inovação e desenvolvimento de novas tecnologias”.

Mini-nave espacial é lançada esta quinta-feira
 

O lançamento do IVX está previsto esta quarta-feira, 11 de Fevereiro, num foguete VEGA, que lhe permitirá atingir uma altitude superior a 400 km e uma velocidade de 7,5Km/s. Para a empresa portuguesa, “a concretização do IXV reveste-se de grande relevância a nível europeu”.
 
“[O projeto] possibilita, por um lado, a validação de tecnologias para futura utilização e, por outro, reafirma a vontade europeia de manter um acesso independente ao espaço face às restantes potenciais mundiais”, realça o ISQ. 
 
O ISQ, a maior organização privada tecnológica de prestação de serviços portuguesa, opera na área da indústria aeroespacial há mais de 10 anos. Para além da participação em projetos de desenvolvimento de tecnologia, tem também uma equipa permanente no Centro Espacial Europeu, onde participa nas operações de preparação e lançamento dos três sistemas ali existentes: o Ariane 5, o Soyuz e o Vega. 

Notícia sugerida por Maria Manuela Mendes

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório