Sociedade

Lisboa: A Avenida da Liberdade mudou de cores

NULL
Versão para impressão
Bancos, pilaretes, candeeiros e gradeamento. Nada escapa à fúria da cor que invadiu a Avenida da Liberdade para pintar de novo 2212 equipamentos com os 1200 litros de tinta que a Dyrup disponibilizou para o efeito. Atenção quando se sentar que a Avenida da Liberdade vai estar pintada de fresco.
 
A Avenida da Liberdade tem sido o centro das atenções nos últimos tempos. Primeiro foram os quiosques que lhe trouxeram animação e agora é a Dyrup que lhe traz novas cores. 
 
“Happy Liberdade – Uma Avenida feliz” é o nome do projeto da Dyrup, a empresa de tintas dinamarquesa que decidiu pintar, até ao final do mês, o mobiliário urbano desta artéria e de algumas zonas adjacentes, como as escadinhas do Lavra, da Glória e a praça da Alegria .
 
Nuno Ferreira Pires, diretor de marjeting da empresa, citado pela Time Out, diz que o grande objetivo da iniciativa é “conseguir que as pessoas vivam mais a sua cidade”. “Mais do que publicidade temos como finalidade devolver a felicidade à Avenida”, acrescenta o diretor.
 
Quanto às cores, não foram escolhidas ao acaso. A sabedoria milenar das técnicas orientais do feng shui ajudaram na hora de decidir. A orientação geográfica dos espaços uniu-se assim às áreas de interesse da vida pessoal, numa tentativa de encontrar as energias certas para os alfacinhas que por aqui se passeiem. 

Esta é mais uma iniciativa de marketing urbano a juntar às da Haagen Dazs, Cin, Tesa e Fox, que desde há um ano para cá têm contribuído para a melhoria da qualidade dos espaços públicos lisboetas.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório