Ciência

Investigador luso vai analisar trânsito de Vénus

Um investigador português vai participar numa expedição científica internacional para a observação astronómica do último trânsito de Vénus do século. Pedro Machado junta-se assim a várias equipas de astrónomos de todo o mundo.
Versão para impressão
Um investigador português vai participar numa expedição científica internacional para a observação astronómica do último trânsito de Vénus do século. Pedro Machado, do Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa, junta-se assim a várias equipas de astrónomos de todo o mundo, mobilizadas para observar o evento que tem grande importância para a Ciência.
 
A notícia é avançada pelo portal CiênciaPT, que adianta que, no âmbito desta campanha internacional, o cientista luso vai deslocar-se a Udaipur, na Índia. Além do grupo em que está integrado, outros oito grupos autónomos vão realizar observações em regiões tão díspares como a Mongólia, o Japão ou o Hawaii. 
 
Para proceder a estas análises, que têm como propósito preparar ferramentas para o estudo de outros planetas distantes e, quem sabe, habitáveis, foram concebidos nove instrumentos irmãos adaptados às caraterísticas únicas da observação. Cada grupo levará o seu para o local escolhido, sendo que um deles se encontra já no Observatório Astronómico de Lisboa.
 
Nas observações participarão também cinco telescópios solares terrestres e seis observatórios espaciais, entre os quais a sonda espacial da ESA Venus Express e o Telescópio Espacial Hubble, que irá observar o fenómeno indiretamente.
 
Esta mobilização a nível global é justificada pelo objetivo dos astrónomos de estudar o trânsito de Vénus como se fosse um planeta extra-solar. Isto porque os especialistas acreditam que os resultados científicos destas observações poderão ajudar no estudo das atmosferas dos planetas extra-solares, permitindo apurar se estes terão condições favoráveis à vida como a conhecemos.
 
Os trânsitos de Vénus ocorrem em pares de ocasiões separadas de oito anos, seguidas de um intervalo de mais de uma centena de anos. O último trânsito do século, em que será possível observar a passagem do planeta em frente ao Sol, ocorrerá entre os dias 5 e 6 de Junho, mas não será visível em Portugal.
 
[Notícia sugerida por Raquel Baêta e Maria Manuela Mendes]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório