Cultura

Governo reuniu com Woody Allen para filmar em Lisboa

O governo português quer trazer Woody Allen para Lisboa, onde o realizador norte-americano poderá vir a rodar um dos seus próximos filmes. Paulo Portas já se reuniu, inclusive, com a sua equipa, em Nova Iorque.
Versão para impressão
O governo português quer trazer Woody Allen para Lisboa, onde o realizador norte-americano poderá vir a rodar um dos seus próximos filmes. Paulo Portas já se reuniu, inclusive, com a sua equipa em Nova Iorque, onde ficou a par das exigências para avançar com as filmagens.
 
À semelhança do que aconteceu com Barcelona, Paris e Londres, Governo e Câmara Municipal de Lisboa estão juntos na luta para trazer Woody Allen até à capital portuguesa. Nesse sentido, Paulo Portas teve, há poucos meses, uma reunião informal com a equipa do realizador de 'Match Point', onde deu a conhecer o interesse de Portugal no seu trabalho.
 
Citado pelo jornal i, o Executivo disse encarar a concretização desta reunião como um sinal de que existe interesse da parte do norte-americano. Num encontro que serviu de ponto de partida para as negociações entre as duas partes, a possibilidade para avançar, de facto, com as filmagens foi considerada real. No entanto, a nível de financiamento, as coisas já não são tão simples.
 
“Infelizmente não estou nas condições de dizer o que o prefeito Eduardo Paes, no Rio de Janeiro, disse: que pagava o que fosse necessário para que Woody Allen filmasse o Rio. Mas tenho esperança que um dia seja possível encontrar as nossas capacidades com as necessidades dele”, referiu, por seu lado, António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, em entrevista ao Sol.
 
Por isso mesmo, fonte do Governo diz-se consciente de que este é um processo que pode demorar anos e que irá depender, sempre, das condições impostas pelo autor do filme 'Blue Jasmine', atualmente nos cinemas.
 
“Qualquer apoio a existir por parte do Turismo de Portugal terá de ser dirigido a um filme com manifesto potencial de captação de turistas e que projete realmente o destino”, afirmou o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, ao semanário Expresso.
 
Até agora, a política do governo tem sido procurar apoios entre os agentes turísticos para financiar os filmes com potencial de dar a conhecer o país lá fora. Foi precisamente com esse objetivo Espanha, França e Itália já patrocinaram os filmes do realizador norte-americano 'Midnight in Paris', 'Vicky Christina Barcelona'  e 'To Rome with Love'. 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub