Cultura

Fresco com 700 anos descoberto em Itália

NULL
Versão para impressão
Um fresco com cerca de 700 anos foi descoberto por uma equipa de restauro na igreja italiana de Sant’Anna, em Capri, Itália. A pintura ilustra uma cena da crucificação com figuras de vários anjos a rodear as imagens de Cristo, José e Maria.

Após a descoberta do fresco a pintura foi mantida em segredo para permitir a sua recuperação por completo, segundo notícia avançada pelo Daily Mail. A equipa responsável pelo restauro salienta o valor artístico desta obra que apresenta características pré-renascentistas.

O padre Carmine Del Gaudio, citado pelo Daily Mail, explica que o fresco foi descoberto acidentalmente, em julho do ano passado, durante as obras de restauro da igreja.

“Os homens estavam a reforçar uma parede quando um pedaço da parede caiu e viram que havia algo por trás. Espreitaram pelo buraco e viram uma pintura numa parede que tinha estado escondida todos estes anos”, explicou.

Quanto ao autor da obra, os especialistas apontam para Giotto que pintou frescos em váris regiões de Itália, sobretudo nas zonas de Florença, Pádua e Nápoles. Algumas das obras podem ser vistas na igreja de Santa Chiara e na Capela de Santa Bárbara, ambas em Nápoles.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub