Cultura

Fortificações de Elvas já são Património Mundial

As fortificações abaluartadas de Elvas, Alentejo, foram, este sábado, classificadas pela UNESCO como Património Mundial. O monumento português é considerado, dentro da sua tipologia, o maior do mundo.
Versão para impressão
As fortificações abaluartadas de Elvas, Alentejo, foram, este sábado, classificadas pela UNESCO como Património Mundial. O monumento português é considerado, dentro da sua tipologia, o maior do mundo.

De acordo com a Agência Lusa, as fortificações de Elvas foram classificadas, no início da tarde de hoje, como Património Mundial da categoria de bens culturais. Este monumento foi o único candidato luso entre os 33 que faziam parte da lista de Património Mundial, elaborada pela UNESCO.

A construção ergueu-se no reinado de D. Sancho II e tem um perímetro de oito a dez quilómetros, ocupando uma área de 300 hectares. As fortificações incluem os dois fortes (Santa Luzia e Graça), os três fortins do século XIX, as muralhas medievais, a muralha do século XVII e o Aqueduto da Amoreira.

O Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS) já tinha previsto a classificação, indicando que as fortificações alentejanas reuniam o valor universal excecional necessário para a aprovação da candidatura.

A decisão final foi tomada esta tarde durante a 36ª Sessão do Comité do Património Mundial, a decorrer em São Petersburgo, na Rússia. As reuniões deverão continuar até dia 6 de Julho.

[Notícia sugerida por Elsa Martins]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório