Sociedade

Fábrica de Mangualde recruta 300 trabalhadores

A fábrica da Peugeot Citroen de Mangualde, que no ano passado despediu mais de 500 operários e aboliu o turno da noite contratou de novo 300 funcionários, a maioria ex-operários, para responder ao aumento de encomendas de antigos modelos comerciais c
Versão para impressão
A fábrica da Peugeot Citroen de Mangualde, que no ano passado despediu mais de 500 operários e aboliu o turno da noite contratou de novo 300 funcionários, a maioria ex-operários, para responder ao aumento de encomendas de antigos modelos comerciais como a Berlingo First e Peugeot Partner.

A empresa de Mangualde é a única do grupo que ainda produz este modelo, daí “a necessidade de criar a terceira equipa”que irá trabalhar no horário noturno, explica Elísio Fernandes, administrador financeiro.

Os funcionários começaram a trabalhar esta semana com emprego garantido pelo menos para os próximos seis meses. Contudo, vão auferir menos do que antes, mas também têm menos horas de trabalho.

Jorge Abreu, presidente da Comissão de Trabalhadores (CT), aplaude a reposição do turno da noite, mas lamenta a situação em que “muitos não chegam a levar o ordenado mínimo para casa”, conforme denuncia, ouvido pelo jornal Público.

Com a entrada deste terceiro turno, os postos de trabalho sobem de 900 para 1200, segundo os dados fornecidos pela administração da empresa. A produção diária aumentará de 186 para 266 viaturas, sendo a produção anual superior a 40 mil veículos, contra os cerca de 34.500 de 2009. Nestes números estão incluídas 900 unidades dos novos modelos Citroën Berlingo e Peugeot Partner.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório