Mundo

EUA: Polícia adota cinco cães surdos

A história de um polícia norte-americano que, nos últimos anos, adotou cinco cães surdos está a tornar-se viral na internet. O agente Adams adotou estes animais porque, devido à sua deficiência, acabam muitas vezes por ser abatidos.
Versão para impressão
A história de um polícia norte-americano que, nos últimos anos, adotou cinco cães surdos está a tornar-se viral na internet. O agente Adams adotou estes animais porque, devido à sua deficiência, acabam muitas vezes por ser abatidos.

Uma esquadra de polícia da cidade de Richmond, nos EUA, criou uma galeria de fotos, no seu Facebook, em Janeiro deste ano, onde reúne várias imagens dos seus agentes com os seus animais de estimação.

A galeria mostra os agentes com diversos animais, desde peixinhos vermelhos a ratos hamsters e foi um sucesso imediato. Mas houve uma foto em particular que conquistou os utilizadores: a foto do detetive Mac Adams, de 26 anos, com os seus cinco cães.

A imagem tornou-se viral devido a um pormenor que torna estes cães especiais: o facto de todos eles serem brancos e surdos. Desde que foi publicada, no final de Janeiro, a foto já foi partilhada quase 20 mil vezes. 

 
Em declarações à imprensa norte-americana, o detetive explicou que encontrou estes cães por acaso. Depois do seu cão morrer, em 2009, um amigo do centro de acolhimento de animais de Richmond falou-lhe numa cadela surda, arraçada de pitbull, que estava à espera de adoção. 

Cães surdos são muitas vezes abatidos
 

O amigo sublinhou que os cães que sofrem de surdez raramente são adotados e muitas vezes acabam por ser abatidos. Comovido com a história, Mac Adams decidiu trazer a cadela consigo. “Ela era tão bonita que não tive coragem de a deixar lá”, confessou ao jornal local Richmond Times.
 
Em pouco tempo, Adams percebeu que a cadela, batizada de Pickles, tinha capacidades visuais e superiores às dos outros cães, além de ser mais atenta. Rendido à sua nova amiga, o detetive acabou por adotar mais quatro cães arraçados de pitbull e surdos.
 
“São cães maravilhosos. Nós temos cinco crianças lá em casa e eles são ótimos com os miúdos”, diz o agente ao mesmo jornal. Adams acrescenta que, por serem surdos, estes cães gostam de estar muito perto dos seus donos e são muito mais atentos. 
 
Adams admite que não esperava que a sua foto tivesse tanto sucesso mas sente-se feliz sobretudo porque, assim, alerta para a importância de adotar animais com deficiência. “Se ajudar de alguma forma, eu fico contente”, salienta.

Notícia sugerida por Raquel Baêta

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub