Cultura

EUA: Bailarinos lusos distinguido com bolsas de estudo

Um grupo de catorze bailarinos portugueses da Escola de Dança do Conservatório Nacional esteve, este fim de semana, nos EUA, para participar no Youth America Grand Prix, a maior competição para bolsas de estudo de ballet clássico no mundo.
Versão para impressão
Um grupo de catorze bailarinos portugueses da Escola de Dança do Conservatório Nacional esteve, este fim de semana, nos EUA, para participar no Youth America Grand Prix, a maior competição para bolsas de estudo de ballet clássico no mundo.

No fim, Rodrigo Pinto foi um dos doze rapazes, entre os 15 e os 19 anos, selecionados para dançar no teatro David H. Koch, no Lincoln Center, e receber quatro bolsas de estudo como prémio.
 

Como prémio por ter chegado às finais, o português recebeu quatro bolsas de estudo: um curso de verão no Dutch Nacional Ballet School, na Holanda, um curso de verão e um ano letivo no Sarasota Ballet School, na Flórida, e outro no Rock School for Dance, em Filadélfia, nos EUA.
 
Portugal foi ainda representado por duas solistas da escola 'Espaço Dança' – Adriana Cipriano e Teresa Borges, de 10 anos – e outras quatro coreografias de grupo. “A escola obteve pontuações altíssimas, mostrando que merecia estar nas finais”, refere a instituição à Lusa. 

O mesmo pode ser dito pela Academia Cubana de Ballet e Dança – Anarella, em Leiria, que contou com dezanove alunos na competição, três dos quais também distinguidos no final. António Casalinho conquistou a medalha de ouro na categoria de 'Pre-Competitive', onde o colega Francisco Gomes também integrou o top 12. Os dois foram recompensados com a atribuição de bolsas de estudo.

Em grupos, o destaque volta a ir para uma coreografia desta academia, apresentada pelo grupo 'Pas de Trois, formado por António Casalinho, Laura Viola e Francisco Gomes. A mesma foi, inclusive, convidada a abrir a gala de honra do Youth America Grand Prix, de entre um total de 936 a concurso.

O Youth America Grand Prix atribui, anualmente e há já quinze anos, mais de 250.000 dólares em bolsas de estudo a jovens entre os 9 e os 19 anos de idade.

Notícia sugerida por Patrícia Guedes

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub