Sociedade

Estrada: Menos 1800 mortos por ano em Portugal

Nos últimos 10 anos, Portugal tornou-se o segundo país em termos de redução de sinistralidade rodoviária na Europa, passando de 2.500 mortos por ano para 700.
Versão para impressão
Nos últimos 10 anos, Portugal tornou-se o segundo país em termos de redução de sinistralidade rodoviária na Europa, passando de 2.500 mortos por ano para 700. Uma descida que resulta, em grande parte, de um comportamento mais responsável por parte dos jovens.

A informação foi divulgada à Lusa pelo secretário-geral da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE) a propósito dos 10 anos da campanha 100% Cool, que pretende sensibilizar os jovens entre 18 e 30 anos para um consumo moderado de álcool.

O responsável disse à agência Lusa que se registou “uma expressiva redução do números de mortos e de feridos graves nas estradas nacionais”, realçando a eficácia da educação e da prevenção rodoviária sobretudo junto dos jovens.

De 2.500 mortos por ano para 700

“Portugal é o segundo país em termos de redução de sinistralidade rodoviária na Europa”, revelou Mário Moniz Barreto.

Quando foi lançada a campanha 100% Cool, em 2002, morriam nas estradas portuguesas mais de 2.500 pessoas por ano e, hoje em dia, esse número está abaixo das 700.

Em 2011, a campanha realizou mais de 400 operações com a GNR e a PSP, as quais se juntaram iniciativas com grande aglomeração de jovens, como festivais de música, eventos académicos e alguns concertos.

[Notícia sugerida por Diana Rodrigues]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório