Ambiente

Este ano temos 335 praias de ouro

Este ano há mais 40 praias de ouro em Portugal. O número de praias classificadas com a qualidade de ouro subiu para 335.
Versão para impressão
Este ano há mais 40 praias de ouro em Portugal. O número de praias classificadas com a qualidade de ouro subiu para 335, sendo que, este ano, há também um número recorde de 543 praias classificadas, mais 17 do que em 2012, avançou o relatório Quercus.

O relatório da Associação Nacional de Conservação da Natureza (Quercus) identificou 335 praias com qualidade de ouro em Portugal, mais 40 do que no ano passado, sendo que 309 são praias costeiras, 20 são praias interiores e 6 são de transição.

Albufeira é o concelho português com  maior número de praias com qualidade de ouro. No relatório da Quercus, a associação explica que a atribuição do título de “qualidade de ouro” tem por base uma criteriosa análise da fiabilidade e boa qualidade das águas nos últimos cinco anos, o que, automaticamente exclui as praias que só tenham resolvido os problemas de poluição há menos de cinco anos.

Primeira praia classificada no estuário do Tejo

Destaca-se, pela primeira vez, uma praia devidamente classificada no estuário do Tejo, a praia de Ponta dos Corvos, onde passa a ser permitida a prática balnear.

Segundo a Quercus, este é um facto que merece destaque pelo esforço de tratamento de efluentes domésticos que tem sido feito em ambas as margens do estuário nos últimos anos.

Ainda assim, o relatório refere que existem quatro praias com má qualidade (São Roque no concelho de Machico na Madeira, e três interiores: Pontilhão da Valeta em Arcos de Valdevez, Fragas de S. Simão em Figueiró dos Vinhos e Agroal em Ourém) e 23 com uso limitado, nomeadamente por situações de risco associado à estabilidade das arribas.

Como conclusão do relatório, a Quercus considera que continua a existir alguma vulnerabilidade à poluição, em especial nas águas interiores, mas que, a cumprir-se a legislação comunitária, deverão deixar de existir praias com má qualidade de água até à época balnear de 2015.

Pode consultar o comunicado da Quercus AQUI.

Notícia sugerida por Vítor Fernandes

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub