Ambiente

Equador pede apoios para proteger floresta

O governo do Equador está empenhado em proteger a reserva florestal de Yasuni, onde convergem a cordilheira dos Andes e a floresta amazónica, tendo já prometido que não vai extrair mais petróleo de uma área de 200 mil hectares em troca de donativos p
Versão para impressão
O governo do Equador está empenhado em proteger a reserva florestal de Yasuni, onde convergem a cordilheira dos Andes e a floresta amazónica, tendo já prometido que não vai extrair mais petróleo de uma área de 200 mil hectares em troca de donativos para proteger a região.

O governo apela aos países mais desenvolvidos, a fundações e indivíduos a título privado para que façam os seus donativos, de forma a atingir a quantia de 3,6 mil milhões de dólares – um valor que corresponde a metade do que aquele que o pais receberia com a extração de petróleo naquela área, garante o presidente Rafael Corea.

Segundo a Reuters, vários representantes do Equador vão percorrer os quatro cantos do mundo, durante este mês – incluindo viagens ao Japão, Alemanha e à sede das Nações Unidas – para reunir-se com possíveis interessados em contribuir para a iniciativa.

A reserva florestal de Yasuni cobre uma área total de 982 mil hectares e abriga uma diversidade enorme de aves, macacos e outros animais. Espera-se que a primeira vaga de contribuições venha de países como Alemanha e Espanha, bem como do Chile, que deve doar 100 mil dólares ainda esta semana.

O fundo deverá ser administrado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, que tem vindo a incentivar países ricos em petróleo a não o extrair em áreas ambientalmente sensíveis.

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório