Saúde

Descobertos anticorpos capazes de travar dengue

Um grupo de investigadores do Instituto de Biomedicina de Bellinzona (IRB - no sul da Suíça) desenvolveu anticorpos humanos capazes de travar todas as formas do vírus da dengue, noticia o site de notícias "swiffinfo".
Versão para impressão
Um grupo de investigadores do Instituto de Biomedicina de Bellinzona (IRB – no sul da Suíça) desenvolveu anticorpos humanos capazes de travar todas as formas do vírus da dengue, noticia o site de notícias “swiffinfo”.
 
“Identificámos anticorpos capazes de parar todas as variedades da dengue”, garantiu Martina Beltramello, cientista do IRB.

De acordo com a cientista, a dificuldade de se produzir uma vacina prende-se com “a presença de quatro formas diferentes de vírus”.

As pessoas que sofrem de um primeiro contágio curam-se facilmente e desenvolvem anticorpos que as protegem no caso de uma segunda infeção com o mesmo tipo de vírus.

No entanto, se uma variedade diferente provocar a segunda infeção, os anticorpos podem agir na direção oposta, indica a cientista.

“Em vez de parar a infeção, eles facilitam-na, o que pode acarretar formas hemorrágicas especialmente perigosas”, explicou Martina Beltramello.

Através do sangue de pessoas infetadas e curadas da dengue no Vietname, os cientistas da IRB isolaram três tipos de anticorpos e, mediante modificações genéticas, conseguiram neutralizar os seus possíveis efeitos negativos.

“Os testes efetuados em ratos, na Universidade de Berkeley (EUA), demonstraram que os anticorpos podem travar a infeção, mesmo se aplicados 48 horas depois do contágio”, afirmou a cientista.

No entanto, Martina Beltramello mostra-se realista e realça que o remédio contra a dengue não é algo que se desenvolva de um dia para o outro. “A nossa esperança é poder aplicar esse tratamento em seres humanos. Mas isso requer tempo”, afirmou.

Martina Beltramello alertou que nos próximos anos a dengue poderá propagar-se ainda mais devido a uma série de fatores. “Se consideramos os efeitos da globalização, da crescente mobilidade das pessoas e o aumento da temperatura, a dengue é sem dúvida um dos vírus emergentes”, afirmou.

A dengue, que se transmite através da picada de um mosquito, é uma doença febril presente em África, América do Sul, Ásia e Austrália.

Todos os anos a dengue provoca milhões de novas infeções e aproximadamente 20 mil mortos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), nos últimos dez anos o número de contágios mais do que duplicou.

[Notícia sugerida por Ruka Loureiro]

Comentários

comentários

Etiquetas

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório