Cultura

Curta-metragem portuguesa premiada no Chile

O filme "Bela Vista", de Filipa Reis e João Miller Guerra, venceu o prémio de melhor curta-metragem no 17º Festival Internacional de Documentários de Santiago do Chile (FIDOCS).
Versão para impressão
O filme “Bela Vista”, de Filipa Reis e João Miller Guerra, venceu o prémio de melhor curta-metragem no 17º Festival Internacional de Documentários de Santiago do Chile (FIDOCS). 
 
A escolha do documentário português deve-se à “assombrosa capacidade de capturar, através da observação, a poética quotidiana da realidade”, escreve o júri no site oficial do Festival. 
 
“Bela Vista” conta a vida no bairro homónimo, em Setúbal. O argumento é assinado por Filipa Reis e João Miller Guerra, contando ainda com a colaboração de Pedro Pinho, o realizador que dirigiu naquele bairro o filme de ficção “Um fim do mundo”.
 
Filipa Reis e João MIller Guerra são os autores de produções como “Cama de Gato”, “Orquestra Geração” e “Nada Fazi”.

Em 2010, ao lado de Nuno Baptista, criaram o premiado “Li Ké Terra” e, em Maio deste ano, estrearam nos cinemas a curta “Fragmentos de uma observação participativa”, que faz um retrato da imigração no feminino, baseado nas histórias de três mulheres imigrantes.


“Bela Vista” foi também exibida o ano passado no Festival DocLisboa e conta com meia hora de duração.
 


Veja acima o trailer da curta-metragem agora premiada


O FIDOCS foi fundado em 1997 por Patricio Guzmán, o mais célebre realizador de documentários do Chile, autor de conhecidas películas como “La Batalha de Chile”, “Salvador Allende” e “Nostalgia de la Luz”.

Desde então, o festival tem vindo a realizar-se todos os anos, sem interrupções, assinalando, em 2013, a sua 17ª edição.
 

Clique AQUI para conhecer os restantes premiados nas 13 categorias do 17º Festival Internacional de Documentários de Santiago do Chile.

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub